O gênero Rhododendron contém cerca de 1.000 espécies, das quais especialmente as azaleias Satsuki (Rhododendron indicum) e Kurume (Rhododendron kiusianum e Rhododendron kaempferi) são comumente usadas para o Bonsai.

A azaleia é popular por suas flores espetaculares, que se abrem em maio-junho e vêm em muitas cores, formas, tamanhos e padrões diferentes. As folhas são verde-escuras e diferem em tamanho e forma, dependendo do cultivar. As azaleias Satsuki e Kurume são pequenos arbustos perenes, que são muito adequados para fins de Bonsai.

Se você precisar de ajuda para identificar sua árvore, experimente o nosso guia de identificação de árvores de Bonsai.

 

Bonsai de Azaleia

 

Diretrizes específicas de cuidados com Bonsai para o Bonsai de Azaleia

Posição: As azaleias prosperam em local ensolarado, mas durante o tempo mais quente é melhor fornecer alguma sombra. Ao florescer, as azaleias devem ser protegidas da chuva e do sol quente para que as flores durem mais. As azaleias maduras e saudáveis podem suportar algumas geadas, mas devem ser protegidas de temperaturas mais frias que –5 °C.

Rega: As árvores de Bonsai de Azaleia não devem ficar secas, mas elas também não gostam de umidade permanente. Por isto, é necessário verificar a umidade do solo com muito cuidado. Uma bola de raízes que ficou temporariamente muito seca, deve ser mergulhada em um balde de água, para ficar completamente umedecida novamente. As azaleias precisam de um solo levemente ácido e a água da torneira não é apropriada para elas. Você pode usar a água da chuva, misturar água da chuva com água da torneira ou filtrar a água da torneira para regar o Bonsai de Azaleia.

Alimentação: Durante a estação de crescimento, o Bonsai de Azaleia deve ser alimentado com um adubo especial para azaleias ou rododendros. Existem adubos líquidos para azaleias que são utilizados semanalmente e produtos orgânicos para espalhar sobre a superfície do solo em intervalos mais longos. Enquanto as árvores estiverem floridas, pare de alimentá-las ou utilize somente metade da dosagem normal.

Poda: A azaleia é uma das poucas espécies de árvores que apresentam dominância basal. Isto significa que os galhos inferiores se desenvolvem mais fortes do que os do topo, mais fracos, o que leva à forma de um arbusto natural. Portanto, faça a poda dos galhos da base com mais intensidade do que os do topo. A azaleia suporta muito bem a poda drástica e até produz novos brotos a partir de galhos nos quais não restou nenhuma folha. Imediatamente após a floração, as flores murchas e os ovários são cortados fora ou pinçados à mão. Esta fase também é favorável para todos os outros trabalhos de poda e aparação, porque, no verão, os novos botões das flores do próximo ano se desenvolverão. Se você podar a sua árvore muito tarde, não haverá nenhuma ou quase nenhuma flor no ano seguinte. Os brotos indesejados do tronco ou da base dos galhos podem ser removidos em qualquer época do ano. O trabalho extensivo de estilização no material bruto é feito normalmente na primavera e, nesse caso, a floração é preterida conscientemente. A madeira da azaleia é quebradiça, portanto, a aramação e a dobra dos galhos devem ser feitas com grande cuidado.

Transplante: A cada dois anos, seja na primavera ou após o florescimento, a azaleia deve ser transplantada. Faça a poda das raízes com grande cuidado, porque elas são muito finas e emaranhadas e podem ser facilmente despedaçadas quando você tenta desembolá-las. É importante usar um solo especial para azaleias, que é sem cal. O Kanuma puro, por exemplo, é um bom solo para azaleias.

Propagação: As azaleias são propagadas a partir de estacas na primavera e no verão. Dependendo do cultivar, a taxa de sucesso pode diferir, mas muitos cultivares conhecidos produzem raízes com facilidade e rapidez. Na época quente do ano, as folhas transparentes podem ser úteis para proteger as estacas jovens da evaporação excessiva.

Pragas e doenças: As azaleias não são infestadas com frequência por pragas. Mas a baixa umidade pode favorecer a presença de ácaros, que devem ser tratados com um pesticida adequado e o aumento da umidade. O gorgulho da videira pode comer as folhas e suas larvas causam grandes danos nas raízes. Com pesticidas ou nematóides especiais, os besouros e suas larvas podem ser eliminados. A podridão das raízes, causada por um fungo, pode ocorrer quando o solo da azaleia está muito úmido e compactado.

Para obter informações mais detalhadas sobre estas técnicas, experimente nossa seção de cuidados de árvores de Bonsai.

 

 

Exemplo de uma árvore de Bonsai de Azaleia

Árvore de Bonsai de Azaleia

Bonsai de Azaleia, proprietário desconhecido.

 

Satsuki Bonsai

Bonsai de Azaleia, por Heike van Gunst