O Araçá faz parte da mesma família da jabuticabeira e da goiabeira (família Myrtaceae). O nome Araçá vem do tupi, e significa “fruto que tem olhos”, em alusão às suas sépalas, que dão a aparência de um olho no fruto.

É uma planta arbustiva. Existem diversas espécies de Araçá, sendo as mais comuns o araçá-vermelho, o araçá-de-cora, o araçá-de-praia, o araçá-do-campo, o araçá-do-mato, o araçá-pera, o araçá-rosa e o araçá-piranga.

Os frutos são arredondados, verdes ou amarelados (também há vermelhos), coroados por um cálice persistente, têm polpa suculenta, com sementes, são semelhantes a goiabas pequenas, mas de sabor mais azedo, mais ácido, e com perfume mais marcante. Suas folhas medem até 10 cm de comprimento, por 6 cm de largura. Quando jovens, apresentam cor avermelhada, passando depois para verde escuro. Araçá-rosa (Psidium cattleianum) — nomes populares: araçá-rosa, araçá-amarelo, araçá-vermelho, araçá-de-comer, araçá-comum, araçá-de-coroa, araçá-da-praia, araçá-do-campo, araçazeiro, araçaeiro ou, simplesmente, araçá. Não confunda com o araçá-boi (Eugenia stipitata), também conhecido como araçá-do-sertão ou araçá-mark.

Se você precisar de ajuda para identificar sua árvore, experimente o nosso guia de identificação de árvores de Bonsai.

 

 

Orientações de cuidados de Bonsai específicas para o Araçá Bonsai

Posição: Durante o período de crescimento, o Araçá precisa de proteção de meia-sombra. Quando maiores, as mudas suportam bem o sol e o vento. Coloque o seu Bonsai de Araçá em locais com estas características. A árvore de Bonsai de Araçá pode ser cultivada dentro de casa, mas o ideal é que fique em um local arejado e que receba sol 3 horas por dia, no mínimo. O Araçá prefere o clima quente, mas tolera um pouco de frio.

Rega: Quando jovem, regue o Araçá de 2 a 3 vezes por semana, diminuindo a frequência nos dias mais frios. Depois de adulto, só não deve ser deixado completamente seco.

Alimentação: Dois meses antes da floração, deve ser iniciado o uso de um adubo rico em fósforo, p. ex.: NPK 4-12-4, mantido até começo da floração, que no Brasil ocorre de outubro a janeiro para os P. cattleianum e P. guineense, e de dezembro a fevereiro para o P. myrtoides e P. eugeniaefolia. Não adube durante a floração. Uma mistura orgânica que produz resultado excelente é: torta de algodão ou mamona 50% + farinha de osso 50%. Utilize adubo composto de micronutrientes como S, B, Cu, Mn e Zn pelo menos uma vez ao ano. 


Poda: Por ser uma planta de crescimento relativamente rápido, devem ser feitas podas regulares no Bonsai de Araçá, que acabam ajudando a manter as folhas com tamanhos reduzidos. Retire os brotos que vão nascendo. Mas se você desejar que seu Bonsai produza frutos, é preciso deixar que as folhas se desenvolvam até um tamanho maior. Para conseguir folhas menores, diminua a frequência de rega e de adubação e deixe o Bonsai mais tempo exposto ao sol.

Transplante: Ao transplantar mudas novas de Araçá, corte parte da raiz pivotante (a principal, mais grossa) e distribua cuidadosamente as raízes capilares sobre o solo, formando um círculo. O desenvolvimento de um belo nebari no futuro depende deste procedimento, que deve ser repetido uma vez por ano até que você observe uma boa formação de raízes na superfície do solo. Depois de bem desenvolvido, transplante seu Bonsai a cada dois anos. Uma boa sugestão de substrato para o seu Bonsai de Araçá já adulto, é uma mistura de caco de telha (50%), pedrisco (25%) e casca de pinus (25%). Para as mudas jovens, utilize um solo com menos matéria orgânica.

Propagação: A propagação do Araçá é feita por sementes e por estaquia.

Para obter informações mais detalhadas sobre estas técnicas, experimente nossa seção de cuidados de árvores de Bonsai. Photo source: Idealbonsai and dicionariotupiguarani.

 

 

Bonsai de Araçá (Psidium cattleianum)

Bonsai de Araçá (Psidium cattleianum)

Foto: Bonsai de Araçá (Psidium cattleianum)