Há uma grande variedade de cerejeiras, de famílias distintas, como as Rosaceaes e as Prunaceas. A famosa Cerejeira do Japão (Sakura), por exemplo, é denominada Prunus serrulata, e tem uma florada intensa, com cores de vermelho a branco.

Já a Cerejeira do Rio Grande (Eugenia involucrata), é da família Mirtáceas, e seu tronco é esverdeado. Uma outra espécie é a Cerejeira Silvestre (Eugenia mattosii), uma das mais usadas no Brasil, com folhas pequenas e lustrosas, flores brancas e frutificação intensa, com frutos comestíveis de vermelho intenso.

Se você precisar de ajuda para identificar sua árvore, experimente o nosso guia de identificação de árvores de Bonsai.

 

Cerejeira Bonsai

Bonsai de Cerejeira Silvestre (Eugenia mattosii), 
Fonte: Ricardo Paiva.

 

Cerejeira (Bonsai de Myrthus communis)

Posição: A Cerejeira não deve ser exposta ao sol forte no verão, mas o local deve ser bem iluminado. É importante sua exposição direta ao sol durante as outras estações, desde que seu solo esteja sempre úmido. A exposição ao sol é indispensável para sua floração e frutificação.

Rega: A Cerejeira, como a maioria das frutíferas, é uma planta de consumo elevado de água, mas não gosta de solo encharcado. A umidade presente no tronco e nas raízes favorece o surgimento de fungos (pó branco). Por isso, molhe a terra da Cerejeira somente quando sua superfície estiver seca. Vaporize as folhas somente quando a umidade do ar estiver baixa.

Alimentação: A época de crescimento é o período correto para se adubar a Cerejeira, que vai desde o início da brotação, na primavera, até o início do outono. Adube, no mínimo, uma vez por ano. Os adubos mais indicados são os ricos em Fósforo (P). Torta de mamona e farinha de osso podem ser usados opcionalmente.

Poda: Para a poda de manutenção da Cerejeira, durante todo o ano corte os galhos que saiam do perfil desejado para o seu bonsai, além dos brotos novos que surgirem perto das raízes. Faça a limpeza das folhas e flores ressecadas. A Cerejeira suporta bem podas drásticas, graças à sua brotação intensa, inclusive em madeira velha, e devem ser feitas no final do inverno.

Transplante: A mistura de solo recomendada para a Cerejeira é de 50% de areia peneirada + 30% de condicionador de solo industrial + 20% de argila refratária peneirada, pois precisa ter boa drenagem. Até 35% das raízes podem ser podadas na troca de terra, que deve ser feita anualmente ou a cada dois anos, no final do inverno ou no início da primavera, quando se inicia sua brotação intensa.

Propagação: A propagação da Cerejeira para fins de bonsai pode ser feita através da estaquia ou por sementes.

Para obter informações mais detalhadas sobre estas técnicas, experimente nossa seção de cuidados de árvores de Bonsai.

 

 

Cerejeira Bonsai

Cerejeira myrthus bonsai

Bonsai de Cerejeira do Rio Grande (Eugenia involucrata) e seus frutos (em detalhe). 
Fontes: Ricardo Paiva, Plantandovida.